InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Login  

Compartilhe | 
 

 AFC / CGU - 2008

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: AFC / CGU - 2008   Dom 15 Jun 2008, 23:38

LÍNGUA PORTUGUESA
1- Em relação às idéias do texto, assinale a opção correta.

Um tema objeto de alguns painéis no recém-encerrado Fórum Econômico Mundial foi a desigualdade na distribuição de renda no mundo globalizado, mesmo durante o processo em que milhões de pessoas saíram da pobreza na última
década nas diversas partes do mundo emergente, da China à Rússia e à América Latina. Muito além dos aspectos puramente econômicos, o tema foi tratado como uma questão política, assim como cultural e mesmo “emocional”, já que a percepção de distribuição injusta seria mais importante do que uma medida puramente econômica. Se não for
atacada, a questão da pobreza pode se transformar, segundo alguns especialistas, em uma crise mundial. Como exemplo, foi lembrado que a previsão é que a população do globo vai ser de 12 bilhões por volta de 2100 e, se nada for feito, cerca de metade pode estar na pobreza, o que seria “insustentável”.

A melhora social propiciada pelo crescimento econômico generalizado, se por um lado demonstra as vantagens da economia globalizada, por outro estimula o aumento do consumo por populações que estavam fora desse circuito, o que traz problemas na cadeia de distribuição de alimentos, e estimula o justo desejo por maior participação nos frutos
do desenvolvimento, exacerbando a percepção da injustiça na distribuição de renda, tanto entre países quanto entre cidadãos.
(Merval Pereira, O Globo, 31/01/2008.)

a) O Fórum Econômico Mundial ignora a desigualdade na distribuição de renda no mundo globalizado.
b) Na última década, uma parcela insignifi cante da população mundial saiu da linha de pobreza.
c) A inserção de parcela antes excluída das vantagens do desenvolvimento promove problemas na cadeia de distribuição de alimentos.
d) O desejo de maior participação nos frutos do desenvolvimento atenua a injustiça na distribuição da renda.
e) As vantagens da economia globalizada são disfarçadas pela melhora social propiciada pelo crescimento econômico.

2- Se havia alguma dúvida sobre a forte desaceleração no ritmo de atividade da economia americana, os mais recentes pronunciamentos das autoridades monetárias — entre as quais o próprio presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke — e dados estatísticos deixaram claro que é preciso fi car muito atento para o comportamento dos mercados nos
Estados Unidos este ano. Um dos alertas foi a baixa geração de empregos em dezembro. As autoridades estão preocupadas com o risco de recessão e isso já se refl ete nos programas dos pré-candidatos dos partidos Republicano e Democrata à Casa Branca.
(O Globo, 15/01/2008 – Editorial)

Subentende-se das idéias e informações do texto que
a) não há mais crença na desaceleração da economia americana.
b) a baixa geração de emprego em dezembro reforça a idéia da desaceleração da economia americana.
c) os dados estatísticos reforçam a idéia da aceleração da economia americana.
d) os políticos não se preocupam com a situação recessiva da economia americana.
e) as autoridades não deixam dúvidas de que será forte, este ano, o ritmo de atividade da economia americana.

3- Em relação às idéias e estruturas do texto, assinale a opção correta.

No embalo da dinâmica mundial, talvez se justifi que rever a ironia que tem revestido a referência ao Brasil como o “país do futuro”. Com presença internacional crescente, um quadro geral propício na economia, iniciativas relevantes, dinamismo real em vários setores e sendo objeto de apostas favoráveis para um futuro visível por parte de analistas
presumidamente competentes e distantes da briga política doméstica e da correspondente atribuição de culpas e méritos, dir-se-ia que a promessa do país começa a cumprir-se. Com todos os muitos problemas e as reservas que a
idéia envolve...
(Fábio Wanderley Reis, Valor Econômico, 14/01/2008.)

a) Estaria gramaticalmente correta a substituição de “justifi que” (ℓ. 2) por justifi ca.
b) As vírgulas após “crescente” (ℓ.4), “economia” (ℓ. 5) e “relevantes” (ℓ. 6) têm a mesma justificativa gramatical.
c) Infere-se do texto que a promessa implícita na expressão “país do futuro”, aplicada ao Brasil, nunca se concretizará.
d) Os analistas que estudam a situação do Brasil são indiscutivelmente competentes.
e) Subentende-se das idéias do texto que os analistas não acreditam no desempenho favorável do país.

4- Em relação ao texto, assinale a opção correta.

É preciso que sejam adotadas medidas indispensáveis para dar continuidade ao crescimento, entre elas os investimentos necessários à nossa infra-estrutura (energia elétrica, portos, rodovias e ferrovias), a melhoria
no nível da educação, aprovação das reformas tributária, sindical, previdenciária e trabalhista e a desburocratização dos serviços públicos. Sem isso, estaremos condenados à costumeira gangorra de sempre, com números bons num
ano e ruins no outro, eternos dependentes dos humores da economia mundial. Ao contrário do que previam os pessimistas, no fi nal do século passado, o processo de globalização está favorecendo o comércio exterior de países como o Brasil, que tem ainda muitas áreas inaproveitadas para expansão da lavoura.
(Jornal do Commercio (PE), 12/01/2008)

a) A substituição dos parênteses (ℓ. 4 e 5) por travessões prejudicaria a correção gramatical do período.
b) O sinal indicativo de crase em “à costumeira” (ℓ. 9) justifi ca-se pela regência de “estaremos”.
c) A expressão “costumeira gangorra” (ℓ. 9 e 10) está sendo empregada em sentido denotativo.
d) O emprego da primeira pessoa do plural em “nossa” (ℓ. 4), “estaremos” (ℓ. 9) indica que o autor fala em nome de um departamento do governo.
e) A vírgula após “Brasil” (ℓ.16) justifi ca-se por ser a oração subseqüente subordinada adjetiva explicativa.

5- Assinale a opção que reproduz corretamente as idéias contidas no trecho abaixo.

Estudo feito por cientistas dinamarqueses revelou que pessoas que bebem moderadamente e são fi sicamente ativas têm menor risco de morte por doenças cardiovasculares do que aquelas que não bebem e são inativas. Esta é a primeira pesquisa a avaliar a influência combinada de atividades físicas e de ingestão regular de álcool.

a) Indivíduos que não bebem nem se exercitam têm risco menor de apresentar doenças cardiovasculares do que os bebedores moderados fi sicamente ativos.
b) A ingestão moderada de álcool combinada com atividades físicas mostrou-se mais efi caz para a saúde do coração do que a abstenção alcoólica somada à inatividade.
c) Manter-se fi sicamente ativo e beber moderadamente causam mais riscos na redução de risco de doenças do coração do que abster-se de álcool mas freqüentar academias de ginástica.
d) Estudo dinamarquês revelou que a combinação de álcool, independentemente da quantidade ingerida, com exercitação física causa menos risco à saúde do que a não-ingestão somada à inatividade.
e) Combinar atividade física com álcool apresenta maior perigo para a saúde do coração do que a exercitação moderada somada à abstenção alcoólica.

6- Em relação ao texto, assinale a opção correta.

Preocupados com o mau desempenho recente das exportações do Brasil para os Estados Unidos, exportadores e especialistas em comércio exterior prevêem um período de maiores difi culdades para os próximos meses. O desaquecimento da economia americana é a causa mais óbvia que apontam de um menor crescimento das compras no Brasil. O favoritismo do Partido Democrata também é citado por alguns exportadores como um fator que pode difi cultar as exportações brasileiras, pois os democratas são considerados mais conservadores do que seus rivais republicanos
em matéria de comércio exterior — o que, ressalve-se, nem sempre foi comprovado na prática. Qualquer que seja o efeito prático desses fatores sobre as exportações brasileiras para o mercado americano, o governo brasileiro
pouco ou nada poderá fazer para contê-los.
(O Estado de S. Paulo, 13/01/2008, Editorial)

a) A forma verbal “prevêem”(ℓ. 4) está no plural para concordar com “Estados Unidos”.
b) A forma verbal “apontam”(ℓ. 7) está no plural para concordar com “próximos meses”.
c) O termo “pois”(ℓ.12) pode, sem prejuízo para a correção gramatical, ser substituído por porque, porquanto ou conquanto.
d) Em “do que seus rivais”(ℓ.13) a eliminação de “do” prejudica a correção gramatical do período.
e) Em “contê-los”(ℓ. 19), “-los” retoma o antecedente “fatores”.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Dom 15 Jun 2008, 23:45

7- Assinale a opção em que o trecho do Valor Econômico (15/01/2008 – com adaptações) apresenta erro gramatical.

a) Várias lições foram aprendidas com o apagão de 2001 e não há dúvida de que a situação em que o País se encontra para prevenir e enfrentar a eventual repetição de cortes forçados de energia são muito melhores que as de sete anos atrás.
b) Há pelo menos dois anos o abastecimento de gás natural deixou de ser confi ável, e não será pela proximidade de escassez de energia que o problema mudará de natureza.
c) A questão da necessidade de medidas de economia de energia, sejam elas quais forem ― inclusive a que deveria ser item permanente de todos os governos, todos os anos: a racionalização do uso ―, passou a ser encarada pelo governo como um desafi o.
d) O modelo energético atual privilegiou a garantia de fornecimento da energia e a modicidade tarifária para novos empreendimentos. Tem pontos fortes e fracos, como todos os modelos. Ele é estatista e centralizador, sem que, por isso, esteja condenado à ineficiência.
e) Ao contrário, a previsibilidade de todo o sistema é hoje maior, embora isto tampouco seja uma garantia de que as necessidades do futuro serão atendidas por medidas adequadas no presente.
Se o planejamento for seguido à risca, a situação da oferta do gás tem condições de melhorar em 2008.

08- O texto abaixo é adaptado de O Estado de S. Paulo, 12/01/2008. Assinale o trecho que apresenta erro gramatical.

a) Embora tenham registrado o expressivo crescimento de 49,2% em 2007, as vendas de
máquinas agrícolas, no total de 38,3 mil unidades, ainda fi caram abaixo do recorde registrado em 2004, de cerca de 43 mil unidades.
b) A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que reúne
também os fabricantes de máquinas agrícolas, acredita que, na próxima safra, a atividade no campo se manterá intensa, com aumento da área plantada e da produção de grãos.
c) Prevê que, neste ano, as vendas crescerão cerca de 15% em relação às de 2007, resultado muito bom. As novas estimativas do governo para a próxima safra justifi cam a previsão dos fabricantes.
d) Se ela se confi rmar, as vendas do setor alcançarão, e provavelmente superaram, os níveis de 2002 e 2004, o período de melhor desempenho do setor em toda a história, e ao qual se seguiu uma abrupta queda, parcialmente revertida no ano passado.
e) Os fabricantes de máquinas agrícolas confessam-se surpreendidos com os resultados de
2007. Esperavam o crescimento das vendas, mas como disse o vice-presidente da Anfavea para a área de máquinas agrícolas, Milton Rego, “o que surpreendeu foi o vigor da recuperação”.

9- Assinale o trecho do texto adaptado do Jornal do Commercio (PE), de 12/01/2008, que apresenta erro de regência.
a) Depois de um longo período em que apresentou taxas de crescimento econômico que não iam além dos 3%, o Brasil fecha o ano de 2007 com uma expansão de 5,3%, certamente a maior taxa registrada na última década.
b) Os dados ainda não são defi nitivos, mas tudo sugere que serão confi rmados. A entidade responsável pelo estudo foi a conhecida Comissão Econômica para a América Latina (Cepal).
c) Não há dúvida de que os números são bons, num momento em que atingimos um bom superávit em conta-corrente, em que se revela queda no desemprego e até se anuncia a ampliação de nossas reservas monetárias, além da descoberta de novas fontes de petróleo.
d) Mesmo assim, olhando-se para os vizinhos de continente, percebe-se que nossa performance é inferior a que foi atribuída a Argentina (8,6%) e a alguns outros países com participação menor no conjunto dos bens produzidos pela América Latina.
e) Nem é preciso olhar os exemplos da China, Índia e Rússia, com crescimento acima desses patamares. Ao conjunto inteiro da América Latina, o organismo internacional está atribuindo um crescimento médio, em 2007, de 5,6%, um pouco maior do que o do Brasil.

10- Assinale a opção que não serve de título para o trecho abaixo por reproduzir erradamente informação aí contida.

Por trás dos números recordes de geração de emprego formal no governo Lula, o mercado de trabalho com carteira assinada avança em ocupações de baixa escolaridade e salários menores, enquanto, em nome da globalização e dos ganhos de produtividade das empresas, posições mais bem remuneradas nas áreas de supervisão e gerência tendem à
atrofi a.
(Sofi a, Julianna, Folha de S. Paulo, 6/1/2008, B1.)

a) Baixa qualifi cação puxa alta do emprego
b) Criação de vagas se deu em ocupações que exigem menos qualifi cação
c) Aumento de remuneração atinge as posições de trabalho globalizado
d) Crescimento atual do emprego favorece mão-de-obra de baixa escolaridade
e) Acanham-se no atual quadro de trabalho as funções de gerência e supervisão

11- Assinale a opção correta a respeito dos sentidos e dos elementos lingüísticos do texto abaixo.

Estamos nos deparando com uma cantilena a nos cobrar sobre o voto consciente. Quanto
aos candidatos, todos são bons até que nos provem o contrário. Há muitos interesses em
jogo, é preciso que saibamos distingui-los. Na campanha, alguém nos falou que iria votar a
favor ou contra a CPMF? Da mesma forma, alguém nos disse que iria votar a favor da
cobrança de contribuição ao aposentado? É um cheque em branco que nós damos
aos partidos, que durante quatro anos irão manobrar os votos de suas bancadas, que nem
sempre são favoráveis ao povo que os elegeu. O povo funciona como massa de manobra, e as tribunas no parlamento como um palanque político eleitoral. Na verdade, o que menos
interessa é o povo.
(Antonio Pereira, Londrina (PR), Sr. Redator, Correio Braziliense, 30/12/2007, p. 14.)

a) O autor do texto é um missivista insatisfeito com o redator do Correio Braziliense.
b) Estão incluídas na cantilena a que se refere o Sr. Antonio Pereira as mensagens eletrônicas enviadas pelo povo aos parlamentares pedindo-lhes para votarem contra a prorrogação da CPMF.
c) Está no mesmo tempo e modo verbal de “saibamos” (ℓ. 5) a forma: adiremos, do verbo
aderir.
d) O adjetivo “favoráveis”(ℓ.13) refere-se ao termo “votos”(ℓ. 12).
e) Ocorre elipse do verbo “funcionar” no trecho “... e as tribunas no parlamento...”(ℓ.14 e
15), que é entendido assim: ...e as tribunas funcionam no parlamento...

12- As opções trazem propostas de continuidade ao trecho abaixo, diferentemente redigidas. Assinale a que contém erro de regência e/ou de concordância. Como ninguém quer falar em aumento de impostos, todos se aferram à expressão mágica: reforma
tributária. O tema evoca um país moderno, com distribuição mais justa dos valores arrecadados.
(Krieger, Gustavo. “Agenda necessária e agenda possível”, Correio Braziliense, 7/1/2008, p. 4)
a) Bonito na retórica. Quando o assunto chega à mesa de discussões, o clima muda. O governo federal não quer dividir seu caixa. Estados e Municípios sempre querem mais dinheiro.
b) É bonito até chegar à mesa de discussões. Aí ninguém quer perder. Ao contrário: todos lutam para aumentar sua fatia do bolo.
c) Tudo vai bem até o assunto chegar à mesa de discussões. União, Estados e Municípios
se digladiam para não perderem nenhuma partezinha do que arrecadam. O que querem
mesmo é ganhar mais.
d) Todos concordam até se sentarem na mesa de discussões, quando se inicia os mais acalorados debates. Ninguém quer perder. Estados e Municípios buscam aumentar seu quinhão na nova divisão do dinheiro arrecadado.
e) Falar em reforma tributária é bonito. O xis da questão é botá-la no papel, quando os interesses da União, Estados e Municípios se chocam na busca de uma fatia maior do bolo para cada um.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Dom 15 Jun 2008, 23:49

13- Assinale a opção que reescreve as expressões sublinhadas no trecho abaixo com vocabulário e morfossintaxe condizentes com a norma escrita formal da Língua Portuguesa.

Em sua última reunião, o Conselho Deliberativo da UNACON colocou em pauta as condições de trabalho de analistas e técnicos em todas as regiões do Brasil. Depois de ouvir o que atrapalhava o seu trabalho, (1) o Conselho deliberou encaminhar à CGU um relato dessas difi culdades, com sugestões para fi car mais fácil (2) as operações de controle e
fi nanças nos Estados.

a) (1) Ao ouvir os tropeços que trazia óbices no seu trabalho,
(2) para deixar mais efetivo
b) (1) Ao ter ciência das difi culdades que se interpunham no decorrer das atividades,
(2) para tornar mais viáveis
c) (1) Depois de saber que obstáculos pelos quais passavam em seu trabalho,
(2) de como desobstaculizar
d) (1) Assim que tomaram conhecimento de tudo o que impedia a realização do trabalho,
(2) corretivas a efetivar
e) (1) Cientifi cando-se dos entraves em prol do bom desempenho de suas atividades
(2) evitáveis desses entraves para

14- Os trechos abaixo constituem um texto (Leandro Konder, Jornal do Brasil,12/01/2008), mas estão desordenados. Ordene-os, indique a ordem dentro dos parênteses e assinale a opção que corresponde
à ordem correta.
( ) Para sublinhar sua decisão de uma recusa radical daquilo que acontecia no mundo germânico, modifi cou seu nome do alemão Karpfen para o francês Carpeaux.
( ) Sua vida tinha se tornado impossível na Áustria que Hitler tinha anexado à Alemanha.
( ) Em agosto de 1939, Carpeaux chegou ao Brasil fugindo da Holanda, em companhia de sua mulher, dona Helena.
( ) Carpeaux, de fato, era católico e tinha aspectos conservadores em seu pensamento. Mas a acusação era grotesca, pois o homem tinha vindo para cá, fugindo do nazismo.
( ) Um grupo de jovens de esquerda, percebendo que Carpeaux, em seus artigos, criticava o marxismo-leninismo, acusou-o de ser um
simpatizante do nazismo.

a) 3,2,1,5,4
b) 5,4,2,1,3
c) 4,3,2,1,5
d) 1,5,3,2,4
e) 4,3,1,2,5

15- Assinale a opção em que o trecho foi transcrito com erro de pontuação.
a) Ao longo dos últimos anos, na reforma do Judiciário, o Congresso municiou o Supremo com ferramentas novas para imprimir maior efi cácia ao sistema. A corte, entretanto, as vem utilizando com certa timidez.
b) A mais poderosa dessas armas é o efeito vinculante. Trata-se de dispositivo que permite ao Supremo editar súmulas fixando jurisprudência que deve obrigatoriamente ser seguida pelas instâncias inferiores da Justiça e pela administração pública.
c) Criado em 2004 e regulamentado dois anos depois, o mecanismo só foi utilizado em três ocasiões, nenhuma delas envolvendo conteúdo
muito controverso.
d) Caminho semelhante segue o princípio da repercussão geral, que possibilita ao STF, recusar recursos extraordinários e agravos em ações
com baixa relevância social, no entendimento da maioria dos ministros.
e) Associadas, a edição de novas súmulas vinculantes e a exclusão das matérias sem repercussão geral teriam o condão de livrar o Judiciário de milhares de processos repetitivos, cujo desfecho já é conhecido de antemão.
(Folha de S. Paulo, 2/2/2008)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Dom 15 Jun 2008, 23:50

GABARITO
1C 2B 3B 4E 5B 6E 7A 8D 9D 10C 11E 12D 13B 14A 15D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Dom 15 Jun 2008, 23:51

Olá pessoal,
essa foi uma boa prova, já fiz aqui... Qualquer dúvida...
Tive dificuldds ou melhor, errei 3 questões p isso, depois postarei aqui as dúvidas... nas outras 12 posso ajudá-los.
[b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Seg 23 Jun 2008, 14:52

xlaine escreveu:

4- Em relação ao texto, assinale a opção correta.

É preciso que sejam adotadas medidas indispensáveis para dar continuidade ao crescimento, entre elas os investimentos necessários à nossa infra-estrutura (energia elétrica, portos, rodovias e ferrovias), a melhoria
no nível da educação, aprovação das reformas tributária, sindical, previdenciária e trabalhista e a desburocratização dos serviços públicos. Sem isso, estaremos condenados à costumeira gangorra de sempre, com números bons num
ano e ruins no outro, eternos dependentes dos humores da economia mundial. Ao contrário do que previam os pessimistas, no fi nal do século passado, o processo de globalização está favorecendo o comércio exterior de países como o Brasil, que tem ainda muitas áreas inaproveitadas para expansão da lavoura.
(Jornal do Commercio (PE), 12/01/2008)

a) A substituição dos parênteses (ℓ. 4 e 5) por travessões prejudicaria a correção gramatical do período.
b) O sinal indicativo de crase em “à costumeira” (ℓ. 9) justifi ca-se pela regência de “estaremos”.
c) A expressão “costumeira gangorra” (ℓ. 9 e 10) está sendo empregada em sentido denotativo.
d) O emprego da primeira pessoa do plural em “nossa” (ℓ. 4), “estaremos” (ℓ. 9) indica que o autor fala em nome de um departamento do governo.
e) A vírgula após “Brasil” (ℓ.16) justifi ca-se por ser a oração subseqüente subordinada adjetiva explicativa.

O gabarito foi letra E.

Porque a letra C está errada?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Seg 23 Jun 2008, 14:54

xlaine escreveu:
7- Assinale a opção em que o trecho do Valor Econômico (15/01/2008 – com adaptações) apresenta erro gramatical.

a) Várias lições foram aprendidas com o apagão de 2001 e não há dúvida de que a situação em que o País se encontra para prevenir e enfrentar a eventual repetição de cortes forçados de energia são muito melhores que as de sete anos atrás.
b) Há pelo menos dois anos o abastecimento de gás natural deixou de ser confi ável, e não será pela proximidade de escassez de energia que o problema mudará de natureza.
c) A questão da necessidade de medidas de economia de energia, sejam elas quais forem ― inclusive a que deveria ser item permanente de todos os governos, todos os anos: a racionalização do uso ―, passou a ser encarada pelo governo como um desafi o.
d) O modelo energético atual privilegiou a garantia de fornecimento da energia e a modicidade tarifária para novos empreendimentos. Tem pontos fortes e fracos, como todos os modelos. Ele é estatista e centralizador, sem que, por isso, esteja condenado à ineficiência.
e) Ao contrário, a previsibilidade de todo o sistema é hoje maior, embora isto tampouco seja uma garantia de que as necessidades do futuro serão atendidas por medidas adequadas no presente.
Se o planejamento for seguido à risca, a situação da oferta do gás tem condições de melhorar em 2008.

O gabarito foi letra A. Onde está o erro?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Seg 23 Jun 2008, 14:56

xlaine escreveu:

11- Assinale a opção correta a respeito dos sentidos e dos elementos lingüísticos do texto abaixo.

Estamos nos deparando com uma cantilena a nos cobrar sobre o voto consciente. Quanto
aos candidatos, todos são bons até que nos provem o contrário. Há muitos interesses em
jogo, é preciso que saibamos distingui-los. Na campanha, alguém nos falou que iria votar a
favor ou contra a CPMF? Da mesma forma, alguém nos disse que iria votar a favor da
cobrança de contribuição ao aposentado? É um cheque em branco que nós damos
aos partidos, que durante quatro anos irão manobrar os votos de suas bancadas, que nem
sempre são favoráveis ao povo que os elegeu. O povo funciona como massa de manobra, e as tribunas no parlamento como um palanque político eleitoral. Na verdade, o que menos
interessa é o povo.
(Antonio Pereira, Londrina (PR), Sr. Redator, Correio Braziliense, 30/12/2007, p. 14.)

a) O autor do texto é um missivista insatisfeito com o redator do Correio Braziliense.
b) Estão incluídas na cantilena a que se refere o Sr. Antonio Pereira as mensagens eletrônicas enviadas pelo povo aos parlamentares pedindo-lhes para votarem contra a prorrogação da CPMF.
c) Está no mesmo tempo e modo verbal de “saibamos” (ℓ. 5) a forma: adiremos, do verbo
aderir.
d) O adjetivo “favoráveis”(ℓ.13) refere-se ao termo “votos”(ℓ. 12).
e) Ocorre elipse do verbo “funcionar” no trecho “... e as tribunas no parlamento...”(ℓ.14 e
15), que é entendido assim: ...e as tribunas funcionam no parlamento...

O gabarito foi letra E.

Porque a letra D está errada?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Seg 23 Jun 2008, 16:15

oculto escreveu:
xlaine escreveu:

4- Em relação ao texto, assinale a opção correta.

É preciso que sejam adotadas medidas indispensáveis para dar continuidade ao crescimento, entre elas os investimentos necessários à nossa infra-estrutura (energia elétrica, portos, rodovias e ferrovias), a melhoria
no nível da educação, aprovação das reformas tributária, sindical, previdenciária e trabalhista e a desburocratização dos serviços públicos. Sem isso, estaremos condenados à costumeira gangorra de sempre, com números bons num
ano e ruins no outro, eternos dependentes dos humores da economia mundial. Ao contrário do que previam os pessimistas, no fi nal do século passado, o processo de globalização está favorecendo o comércio exterior de países como o Brasil, que tem ainda muitas áreas inaproveitadas para expansão da lavoura.
(Jornal do Commercio (PE), 12/01/2008)

a) A substituição dos parênteses (ℓ. 4 e 5) por travessões prejudicaria a correção gramatical do período.
b) O sinal indicativo de crase em “à costumeira” (ℓ. 9) justifi ca-se pela regência de “estaremos”.
c) A expressão “costumeira gangorra” (ℓ. 9 e 10) está sendo empregada em sentido denotativo.
d) O emprego da primeira pessoa do plural em “nossa” (ℓ. 4), “estaremos” (ℓ. 9) indica que o autor fala em nome de um departamento do governo.
e) A vírgula após “Brasil” (ℓ.16) justifi ca-se por ser a oração subseqüente subordinada adjetiva explicativa.

O gabarito foi letra E.

Porque a letra C está errada?

Por causa da palavra DENOTATIVO, o sentido empregado é o CONOTATIVO.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Seg 23 Jun 2008, 16:17

oculto escreveu:
xlaine escreveu:
7- Assinale a opção em que o trecho do Valor Econômico (15/01/2008 – com adaptações) apresenta erro gramatical.

a) Várias lições foram aprendidas com o apagão de 2001 e não há dúvida de que a situação em que o País se encontra para prevenir e enfrentar a eventual repetição de cortes forçados de energia são muito melhores que as de sete anos atrás.
b) Há pelo menos dois anos o abastecimento de gás natural deixou de ser confi ável, e não será pela proximidade de escassez de energia que o problema mudará de natureza.
c) A questão da necessidade de medidas de economia de energia, sejam elas quais forem ― inclusive a que deveria ser item permanente de todos os governos, todos os anos: a racionalização do uso ―, passou a ser encarada pelo governo como um desafi o.
d) O modelo energético atual privilegiou a garantia de fornecimento da energia e a modicidade tarifária para novos empreendimentos. Tem pontos fortes e fracos, como todos os modelos. Ele é estatista e centralizador, sem que, por isso, esteja condenado à ineficiência.
e) Ao contrário, a previsibilidade de todo o sistema é hoje maior, embora isto tampouco seja uma garantia de que as necessidades do futuro serão atendidas por medidas adequadas no presente.
Se o planejamento for seguido à risca, a situação da oferta do gás tem condições de melhorar em 2008.

O gabarito foi letra A. Onde está o erro?

...e não há dúvida de que a situação em que o País se encontra para prevenir e enfrentar a eventual repetição de cortes forçados de energia são muito melhores que as de sete anos atrás.

O último trecho destacado refere-se a "a situação em que .." (singular) o correto seria "é muito melhor que a de sete anos atrás."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Seg 23 Jun 2008, 16:20

oculto escreveu:
xlaine escreveu:

11- Assinale a opção correta a respeito dos sentidos e dos elementos lingüísticos do texto abaixo.

Estamos nos deparando com uma cantilena a nos cobrar sobre o voto consciente. Quanto
aos candidatos, todos são bons até que nos provem o contrário. Há muitos interesses em
jogo, é preciso que saibamos distingui-los. Na campanha, alguém nos falou que iria votar a
favor ou contra a CPMF? Da mesma forma, alguém nos disse que iria votar a favor da
cobrança de contribuição ao aposentado? É um cheque em branco que nós damos
aos partidos, que durante quatro anos irão manobrar os votos de suas bancadas, que nem
sempre são favoráveis ao povo que os elegeu. O povo funciona como massa de manobra, e as tribunas no parlamento como um palanque político eleitoral. Na verdade, o que menos
interessa é o povo.
(Antonio Pereira, Londrina (PR), Sr. Redator, Correio Braziliense, 30/12/2007, p. 14.)

a) O autor do texto é um missivista insatisfeito com o redator do Correio Braziliense.
b) Estão incluídas na cantilena a que se refere o Sr. Antonio Pereira as mensagens eletrônicas enviadas pelo povo aos parlamentares pedindo-lhes para votarem contra a prorrogação da CPMF.
c) Está no mesmo tempo e modo verbal de “saibamos” (ℓ. 5) a forma: adiremos, do verbo
aderir.
d) O adjetivo “favoráveis”(ℓ.13) refere-se ao termo “votos”(ℓ. 12).
e) Ocorre elipse do verbo “funcionar” no trecho “... e as tribunas no parlamento...”(ℓ.14 e
15), que é entendido assim: ...e as tribunas funcionam no parlamento...

O gabarito foi letra E.

Porque a letra D está errada?

Observe as palavras grifadas em vermelho no texto, elegemos os partidos não os votos... Mas, se observar a palavra votos está no trecho intercalado entre vírgulas, se fizermos a frase direta teremos [ É um cheque em branco que nós damos aos partidos que nem sempre são favoráveisao povo que os elegeu].[u]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vivian_Sousa
novato


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 07/04/2009

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Ter 07 Abr 2009, 15:07

Gostaria q vc me explicasse o porquê da opção correta ser a "b", ou seja, não entendi pq as vírgulas após “crescente” (ℓ.4), “economia” (ℓ. 5) e “relevantes” (ℓ. 6) têm a mesma justificativa gramatical.

Obrigada!



3- Em relação às idéias e estruturas do texto, assinale a opção correta.

No embalo da dinâmica mundial, talvez se justifi que rever a ironia que tem revestido a referência ao Brasil como o “país do futuro”. Com presença internacional crescente, um quadro geral propício na economia, iniciativas relevantes, dinamismo real em vários setores e sendo objeto de apostas favoráveis para um futuro visível por parte de analistas
presumidamente competentes e distantes da briga política doméstica e da correspondente atribuição de culpas e méritos, dir-se-ia que a promessa do país começa a cumprir-se. Com todos os muitos problemas e as reservas que a
idéia envolve...
(Fábio Wanderley Reis, Valor Econômico, 14/01/2008.)

a) Estaria gramaticalmente correta a substituição de “justifi que” (ℓ. 2) por justifi ca.
b) As vírgulas após “crescente” (ℓ.4), “economia” (ℓ. 5) e “relevantes” (ℓ. 6) têm a mesma justificativa gramatical.
c) Infere-se do texto que a promessa implícita na expressão “país do futuro”, aplicada ao Brasil, nunca se concretizará.
d) Os analistas que estudam a situação do Brasil são indiscutivelmente competentes.
e) Subentende-se das idéias do texto que os analistas não acreditam no desempenho favorável do país.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Sex 10 Abr 2009, 07:57

Vivian_Sousa escreveu:
Gostaria q vc me explicasse o porquê da opção correta ser a "b", ou seja, não entendi pq as vírgulas após “crescente” (ℓ.4), “economia” (ℓ. 5) e “relevantes” (ℓ. 6) têm a mesma justificativa gramatical.

Obrigada!



3- Em relação às idéias e estruturas do texto, assinale a opção correta.

No embalo da dinâmica mundial, talvez se justifi que rever a ironia que tem revestido a referência ao Brasil como o “país do futuro”. Com presença internacional crescente, um quadro geral propício na economia, iniciativas relevantes, dinamismo real em vários setores e sendo objeto de apostas favoráveis para um futuro visível por parte de analistas
presumidamente competentes e distantes da briga política doméstica e da correspondente atribuição de culpas e méritos, dir-se-ia que a promessa do país começa a cumprir-se. Com todos os muitos problemas e as reservas que a
idéia envolve...
(Fábio Wanderley Reis, Valor Econômico, 14/01/2008.)

a) Estaria gramaticalmente correta a substituição de “justifi que” (ℓ. 2) por justifi ca.
b) As vírgulas após “crescente” (ℓ.4), “economia” (ℓ. 5) e “relevantes” (ℓ. 6) têm a mesma justificativa gramatical.
c) Infere-se do texto que a promessa implícita na expressão “país do futuro”, aplicada ao Brasil, nunca se concretizará.
d) Os analistas que estudam a situação do Brasil são indiscutivelmente competentes.
e) Subentende-se das idéias do texto que os analistas não acreditam no desempenho favorável do país.


Se eu tivesse que arriscar um palpite, eu diria que estes termos têm a mesma justificativa gramatical porque todos são complementos do mesmo verbo (cumprir-se + com). Acho que a frase que está lá no texto está com a ordem invertida. Dando uma organizada, ela ficaria assim:


dir-se-ia que a promessa do país começa a cumprir-se (com)

- Com presença internacional crescente,
- (com) um quadro geral propício na economia,
- (com) iniciativas relevantes,


Não sei se está certo este pensamento. Mas fica aí a minha opinião.

um abç
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Sex 08 Maio 2009, 17:59

Esses termos têm a mesma justificativa porque além de explicarem a oração anterior, trata-se de uma ENUMERAÇÃO. Ou melhor, enumerou-se vários quesitos que justificam a afirmativa anterior, ok?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: AFC / CGU - 2008   Hoje à(s) 04:52

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
AFC / CGU - 2008
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» (ACAFE-2008) - jogos pan-americanos
» Questão do CFSd 2008
» (Unesp-2008) - altura do edifício
» (PUC-RJ 2008) Altura Máxima
» (UNESP-2008) - determinante

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FÓRUM DOS CONCURSOS ::  ÁREA FISCAL :: só português-
Ir para: