InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Login  

Compartilhe | 
 

 As cinco questões da semana - 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: As cinco questões da semana - 2   Seg 19 Maio 2008, 10:27

Pessoal,

As 5 questões desta semana foram retiradas da prova de analista judiciário/especialidade taquigrafia - TRF/2008. A prova completa foi colocada aqui no fórum em outro tópico.

Um abç
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 2   Seg 19 Maio 2008, 10:27

Atenção: As questões de números 41 a 60 referem-se ao texto
que segue.

Num encontro pela liberdade de opinião
Vimos aqui hoje para defender a liberdade de opinião
assegurada pela Constituição dos Estados Unidos e também
em defesa da liberdade de ensino. Por isso mesmo, queremos
chamar a atenção dos trabalhadores intelectuais para o grande
perigo que ameaça essa liberdade.
Como é possível uma coisa dessas? Por que o perigo é
mais ameaçador que em anos passados? A centralização da
produção acarretou uma concentração do capital produtivo nas
mãos de um número relativamente pequeno de cidadãos do
país. Esse pequeno grupo exerce um domínio esmagador sobre
as instituições dedicadas à educação de nossa juventude, bem
como sobre os grandes jornais dos Estados Unidos. Ao mesmo
tempo, goza de enorme influência sobre o governo. Por si só,
isso já é suficiente para constituir uma séria ameaça à liberdade
intelectual da nação. Mas ainda há o fato de que esse processo
de concentração econômica deu origem a um problema anteriormente
desconhecido – o desemprego de parte dos que estão
aptos a trabalhar. O governo federal está empenhado em
resolver esse problema, mediante o controle sistemático dos
processos econômicos – isto é, por uma limitação da chamada
livre interação das forças econômicas fundamentais da oferta e
da procura.
Mas as circunstâncias são mais fortes que o homem. A
minoria econômica dominante, até hoje autônoma e desobrigada
de prestar contas a quem quer que seja, colocou-se em
oposição a essa limitação de sua liberdade de agir, exigida para
o bem de todo o povo. Para se defender, essa minoria está
recorrendo a todos os métodos legais conhecidos a seu dispor.
Não deve nos surpreender, pois, que ela esteja usando sua
influência preponderante nas escolas e na imprensa para
impedir que a juventude seja esclarecida sobre esse problema,
tão vital para o desenvolvimento da vida neste país.
Não preciso insistir no argumento de que a liberdade de
ensino e de opinião, nos livros ou na imprensa, é a base do
desenvolvimento estável e natural de qualquer povo. Possamos
todos nós, portanto, somar as nossas forças. Vamos manternos
intelectualmente em guarda, para que um dia não se diga
da elite intelectual deste país: timidamente e sem nenhuma
resistência, eles abriram mão da herança que lhes fora
transmitida por seus antepassados – uma herança de que não
foram merecedores.
(Albert Einstein, Escritos da maturidade. Conferência pronunciada
em 1936)

46. A centralização da produção acarretou uma concentração
do capital produtivo nas mãos de um número relativamente pequeno de cidadãos do país.

As expressões sublinhadas podem ser substituídas,
respectivamente, sem prejuízo para a correção e o sentido
da frase acima, por:

(A) estribou-se numa - comparavelmente
(B) incluiu-se em uma - um tanto quanto
(C) implicou-se numa - mais ou menos
(D) deveu-se a uma - moderadamente
(E) originou uma - em certa medida

47. Em respeito às normas de concordância, é preciso
corrigir a seguinte frase:

(A) Podem ser mais fortes do que as circunstâncias humanas
o interesse daqueles que estabelecem de
vez a concentração do poder econômico.
(B) Não se deve insistir nos argumentos que dão como
essenciais a liberdade de ensino e a de opinião.
(C) Não se resignem a imprensa e o ensino aos limites
que lhes quer impor o poder econômico de uma minoria.
(D) Caso se desconsidere a herança dos valores que
nos legaram os antepassados, não se preservará o
significado de sua resistência moral.
(E) É inútil empenharem-se os governos em disciplinar a
economia quando os detentores do poder econômico
mantêm o controle do poder político.

48. Atente para as seguintes frases:

I. Einstein investe contra os empresários, que promovem
e manipulam a alta concentração do poder
econômico.
II. Reconheça-se o esforço dos governantes, nessa
precisa tentativa de resolver tão grave problema.
III. O grande físico dirige-se aos leitores, que identifica
como trabalhadores intelectuais e em quem reconhece
capacidade de resistência.

A supressão da vírgula alterará o sentido do que está em

(A) I e II, somente.
(B) III, somente.
(C) II, somente.
(D) I e III, somente.
(E) I, II e III.

50. Há uma relação de causalidade entre os seguintes segmentos:

(A) influência preponderante nas escolas – impedir que
a juventude seja esclarecida.
(B) não se diga da elite intelectual deste país – herança
de que não foram merecedores.
(C) limitação da chamada livre interação das forças
econômicas – recorrendo a todos os métodos legais.
(D) defender a liberdade de opinião – também em defesa
da liberdade de ensino.
(E) domínio esmagador sobre as instituições – desenvolvimento
estável e natural de qualquer povo.

53. Considere as seguintes afirmações:

I. Einstein defende a liberdade de opinião.
II. Um pequeno grupo dominante ameaça a liberdade
de opinião.
III. Einstein convoca os intelectuais a defenderem essa
liberdade.

As frases acima articulam-se de modo claro, correto e
coerente em:

(A) Einstein, que defende a liberdade de opinião, convoca
os intelectuais a defenderem a mesma, ao julgar
ameaçada por um pequeno grupo dominante.
(B) Porquanto ameaçada a liberdade de opinião por um
pequeno grupo dominante, Einstein defende-a, para
o que também se convocam os intelectuais.
(C) Tendo em vista que um pequeno grupo dominante
ameaça a liberdade de opinião, Einstein convoca os
intelectuais a também defendê-la.
(D) Einstein convoca os intelectuais, em face da ameaça
de um pequeno grupo dominante, a defenderem sua
mesma liberdade de opinião.
(E) Defendendo a liberdade de opinião, Einstein também
convoca os intelectuais, tendo em vista a ameaça de
um pequeno grupo dominante.


GABARITO:

046 - E
047 - A
048 - D
050 - A
053 - C


Última edição por oculto em Ter 20 Maio 2008, 09:04, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
Livoca
moderador


Número de Mensagens : 28
Data de inscrição : 04/03/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 2   Seg 19 Maio 2008, 11:24

Alexandre,

A primeira questão ficou um pouco mais difícil porque não saiu a parte que deve ser sublinhada, mas por eliminação dá para resolvê-la; por enquanto não tive dúvidas.

Beijos, Lívia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 2   Ter 20 Maio 2008, 09:06

Oi Livoca,

Já consertei o problema. (...é sempre bom editar)

Obrigado por avisar.

um abç
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 2   Hoje à(s) 04:49

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As cinco questões da semana - 2
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A questão do vinho (álcool) nos dias atuais...
» Questão Astronomia
» questão de conjunto 3
» Como esta sendo as primeiras semana de curso da 1° Cia ECO XXII
» Questão boa-IME

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FÓRUM DOS CONCURSOS ::  ÁREA FISCAL :: só português-
Ir para: