InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Login  

Compartilhe | 
 

 As cinco questões da semana - 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: As cinco questões da semana - 1   Seg 12 Maio 2008, 06:32

ANALISTA JUDICIARIO - ESPECIALIDADE TAQUIGRAFIA - FCC/2007

65. A frase que está integralmente de acordo com a
linguagem formal no que se refere à flexão é:

(A) Poucos foram os tabeliões que se insurgiram contra
as novas orientações, mas é possível que outros
adiram à reação, dado o que se apreende dos altosfalantes.
(B) Ingiro muitas calorias, por isso, se continuar a comer
todos os alimentos que me aprazerem, se não me
abster um pouco, chego a temer de que terei
problemas.
(C) Se repensarem e, assim mesmo, manterem a
disposição de não trabalhar às segundas-feiras, sem
considerar os inúmeros pró e contra dessa atitude,
serão seriamente combatidos.
(D) Sempre que chega a hora de votar a matéria, o
grupo obstrói a votação, e, se tudo continuar a
depender de seus bel-prazeres, logo eles serão
inúmeros ex-colarinho-brancos.
(E) Com tantos disse-me-disse acerca do tema, não
sabemos se eles se abstiveram de dar opinião ou se
se propuseram a assinar alguns dos abaixoassinados
que circulavam.


66. Muitos exemplos elucidam que é difícil harmonizar instância
particular /instância comum. O homem que milita na esfera
política está na hora de tomar consciência do seu papel. Às
vezes, seus interesses pessoais podem correr o risco de
prejuízo. Mas ele tem de ser um mediador entre os anseios das
diferentes camadas da sociedade e o âmbito institucional em
que se dão as decisões; estas afetam o conjunto das pessoas.

O discurso acima está lógica, clara e corretamente
organizado num único período assim:

(A) Muitos são os exemplos que elucidam a dificuldade
de se harmonizar a instância particular com a comum,
a exigir a tomada de consciência do homem que milita
na esfera política acerca da necessidade de sua
atuação como mediador entre os anseios das distintas
camadas sociais e o âmbito institucional em que se
tomam decisões para o conjunto da sociedade, ainda
que, em certas circunstâncias, seus interesses
pessoais possam correr o risco de ser prejudicados.
(B) Visto que muitos exemplos elucidam como é difícil
harmonizar a instância particular e a comum, o
homem militante está na hora de tomar consciência
do seu papel político, quando corre o risco, às
vezes, de ter interesses pessoais prejudicados, mas
deve ser o mediador entre os anseios das diferentes
camadas da sociedade e o âmbito em que as
decisões coletivas são tomadas, que afetam a todos.
(C) O homem que milita na esfera política está na hora de
tomar consciência − considerado que muitos
exemplos elucidam que é difícil harmonizar entre si as
instâncias particular e a comum: seu papel é daquele
que media os anseios das distintas camadas sociais e
o âmbito institucional em que as decisões são
tomadas, vindo a afetar o conjunto das pessoas e,
porventura, o seu próprio interesse pessoal.
(D) É difícil, e há exemplos disso, de que o particular e o
comum raramente se harmonizam, mas, mesmo
correndo riscos de ter interesses pessoais
prejudicados, o homem que milita na esfera política
tem de conscientizar de que seu papel é mediar
interesses entre os anseios das distintas camadas
da sociedade com o âmbito institucional em que as
decisões em plano de nação são tomadas.
(E) Muitas vezes o homem que milita na esfera política
conhece a dificuldade de harmonizar a instância
particular e a comum, e muitos exemplos há disso,
mas é chegada a hora de se tomar consciência do
papel do político como mediador dos anseios das
diferentes camadas da sociedade frente às
instituições em cujo o âmbito tomam-se decisões
que afetam toda a sociedade e talvez os interesses
pessoais dele.

67. A frase que está clara e totalmente conforme a norma
padrão da Língua Portuguesa é:

(A) Estar atento é o dever da humanidade, no sentido de
que o descuido com a liberdade pessoal e coletiva
não volte a existir e para que sistemas de
organização não pareçam como uma receita para os
povos.
(B) Naquele curso, os preparadores se comportavam
estabelecendo regras que, se forem seguidas, a
pessoa se tornaria um bom profissional, modelo
mesmo de atuação bem sucedida.
(C) Sendo um dos mais preparados, se não o mais
competente, começou dizendo que cada um dos que
ali estavam tinha condições de chegar aonde
quisesse, e que as metas pessoais poderiam ser
manifestadas dali a pouco.
(D) Em certos depoimentos é mostrado o como um
cidadão não deve agir, e a análise entre um
comportamento adequado e um considerado pouco
eficaz deixa claro o que é melhor.
(E) Apesar do homem não entender o motivo da
presença do delegado, observou que ele nada notou
nas pessoas ali presentes que pudessem levantar
suspeitas.

68. A frase em que a grafia e a acentuação estão em
conformidade com as prescrições da norma padrão da
Língua Portuguesa é:

(A) Ao se estender esse viez interpretativo, correm o
risco de por tudo à perder, na medida em que será
alterada a estratégia da pesquisa previamente
adotada.
(B) Sua pretenção ao consenso esvaiu-se quase que de
repente, quando notou que entorno de si as pessoas
mais pareciam descansar que dispostas à debates.
(C) Tomou como ultrage a displicência com que foi
recebido, advinhando que o mal-estar que
impregnava o ambiente era mais que uma questão
eminentemente pessoal.
(D) Quando se considera a par do tema, ajuíza sem
medo, mas, ao se compreender insipiente, pára tudo
e pede aos especialistas que o catequizem no
assunto para não passar por néscio.
(E) Estava atrás de um acessório que o despensasse de
promover a limpeza do aparelho e sua conseqüente
manutenção depois de cada utilização, mas não
pôde achá-lo por alí.

69. A frase em que a concordância está totalmente conforme
as prescrições da norma padrão da Língua Portuguesa é:

(A) A legalidade e a pertinência dos contratos, pelo
menos agora, não é mesmo aferível, dado que no
campo das relações lusas-latino-americanas deve
haver muitos acordos sem registro.
(B) Os diretores houveram por bem antecipar o anúncio
das novas diretrizes, que deveriam passar a ser
respeitadas imediatamente em quaisquer que
fossem as áreas.
(C) Foi irresistível a idéia, naquela ocasião, de se
estipularem quais as ações solidárias mais úteis do
ano e concluiu-se que não existe condições de
acordo nesse particular.
(D) É possível que surja, e não existem pessoas que
defendam o contrário, opiniões divergentes de
especialistas renomados, e devemos considerá-las
com todo respeito.
(E) Os alicerces teóricos do modelo em estudo pode ser
encontrado em várias obras, de vários escritores,
inclusive na de um chinês, já encontrada em língua
portuguesa.

70. Considerada a norma padrão da Língua Portuguesa, a
frase que está totalmente correta é:

(A) Não sei porque o uso dos porquês constitui
entraves, visto que a grande maioria das gramáticas
normativas contém explicações detalhadas sobre o
assunto.
(B) Vemos que a percepção de Vossa Senhoria vem de
encontro à nossa, Senhor Ministro, e que também
considera triste todas as situações relatadas, motivo
por que reiteramos que pode contar com nós todos
para enfrentar o desafio.
(C) Visitam muitas comunidades as quais o passado é
padrão para o presente e, nelas, se qualquer
inovação contradizer os costumes instituídos há
gerações, será imediatamente elidida.
(D) A questão com que os estudiosos não souberam
lidar tem a ver com a impressão que causaram nos
habitantes da mata: a de que vinham para instruí-los
a como viver bem.
(E) A produção daquele grupo de nativos é 2 vezes
superior da que se realiza pelos que vêm de fora e,
se não advirem, por interferência dos malinformados,
restrições ao modo primitivo de tratar as
fibras, essa proporção pode aumentar.



GABARITO:

065 - E
066 - A
067 - C
068 - D
069 - B
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
JIAValle
moderador


Número de Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Ter 13 Maio 2008, 08:18

OK!

A quem interessar, a questão 70 foi anulada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Sex 16 Maio 2008, 19:58

oculto escreveu:


67. A frase que está clara e totalmente conforme a norma
padrão da Língua Portuguesa é:

(A) Estar atento é o dever da humanidade, no sentido de
que o descuido com a liberdade pessoal e coletiva
não volte a existir e para que sistemas de
organização não pareçam como uma receita para os
povos.

Gabarito letra C

O gabarito da questão 67 foi a letra C. Alguém sabe onde está o erro da letra A?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Sex 16 Maio 2008, 20:00

oculto escreveu:

68. A frase em que a grafia e a acentuação estão em
conformidade com as prescrições da norma padrão da
Língua Portuguesa é:

(C) Tomou como ultrage a displicência com que foi
recebido, advinhando que o mal-estar que
impregnava o ambiente era mais que uma questão
eminentemente pessoal.

O gabarito foi letra D. Alguém sabe onde está o erro da letra C?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Sab 17 Maio 2008, 15:14

oculto escreveu:
oculto escreveu:

68. A frase em que a grafia e a acentuação estão em
conformidade com as prescrições da norma padrão da
Língua Portuguesa é:

(C) Tomou como ultrage a displicência com que foi
recebido, advinhando que o mal-estar que
impregnava o ambiente era mais que uma questão
eminentemente pessoal.

O gabarito foi letra D. Alguém sabe onde está o erro da letra C?

Oculto,
A palavra ULTRAGE está grafada erradamente, o correto é ULTRAJE, derivada do verbo ultrajar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Sab 17 Maio 2008, 15:16

oculto escreveu:
oculto escreveu:

68. A frase em que a grafia e a acentuação estão em
conformidade com as prescrições da norma padrão da
Língua Portuguesa é:

(C) Tomou como ultrage a displicência com que foi
recebido, advinhando que o mal-estar que
impregnava o ambiente era mais que uma questão
eminentemente pessoal.

O gabarito foi letra D. Alguém sabe onde está o erro da letra C?

do Fr. ant. outrage < Lat. *ultraticu < ultra, além

s. m.,
acto ou efeito de ultrajar;
injúria;
afronta;
difamação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
gbc
novato


Número de Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/04/2008

MensagemAssunto: 67   Ter 20 Maio 2008, 23:50

Questão 67:

Acho que a frase ficaria mais correta assim:

Estar atento é o dever da humanidade, no sentido de que o descuido da liberdade pessoal e coletiva...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
gbc
novato


Número de Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/04/2008

MensagemAssunto: 68   Ter 20 Maio 2008, 23:59

Questão 68:

Verbo adivinhar (faltou a letra i), na questão C está escrito advinhando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
oculto
classe C
classe C


Número de Mensagens : 369
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Qua 21 Maio 2008, 07:53

obrigado pela ajuda, pessoal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://forumdosconcursos.hpg.ig.com.br
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Ter 27 Maio 2008, 01:20

Ôps então há dois erros de grafia... vi o ultraje e nem olhei o resto, valeu gbc
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
xlaine
moderador


Número de Mensagens : 229
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Ter 27 Maio 2008, 01:21

Acho que a frase ficaria mais correta assim:

Estar atento é o dever da humanidade, no sentido de que o descuido da liberdade pessoal e coletiva...


(A) Estar atento é o dever da humanidade, no sentido de
que o descuido com a liberdade pessoal e coletiva
não volte a existir e para que sistemas de
organização não pareçam como uma receita para os
povos.


Muito bem observado gbc: "quem descuida, descuida DE alguma coisa e não COM alguma coisa"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: As cinco questões da semana - 1   Hoje à(s) 04:52

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As cinco questões da semana - 1
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A questão do vinho (álcool) nos dias atuais...
» Questão Astronomia
» questão de conjunto 3
» Como esta sendo as primeiras semana de curso da 1° Cia ECO XXII
» Questão boa-IME

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FÓRUM DOS CONCURSOS ::  ÁREA FISCAL :: só português-
Ir para: